15 dezembro 2011

AMOR DE FILHO...



"Uma vida toda é bastante tempo. Relativamente. Durante um período de vida nós nascemos, crescemos, aprendemos, dividimos e morremos. O que são horas para uma pessoa que irá viver anos, décadas? O exemplo d´Ela me ensinou o contrário. Uma vida toda é muito pouco tempo. Ela sempre soube o que queria e como queria. Ela nunca teve medo de tentar, pois sabia que a vida é dada apenas uma vez e temer fracassos é perder oportunidades e experiências. Sempre em frente. Sempre certa e segura. Todas as suas escolhas foram certas. Amor. Separação. Viagem. Nova vida. Mesmo em horas de temor e de suposta incerteza, Ela foi forte e vitoriosa. Não há bens materiais que se comparem com o exemplo que Ela deixou para todos nós. Nunca temer, nunca parar, nunca deixar. Sempre aprender, usufruir, amar e construir. A vida é muito curta. Mamãe, te amo eternamente"!

Andrei S. Barinov Gurgel (Filho)